Sexta-Feira
22 / 06 / 2018

Educacao

Professores aceitam proposta do governo e encerram greve

A assembleia ocorreu no Clube dos Professores. A determinação é que as aulas em todas as escolas  públicas estaduais reiniciem nesta terça-feira (13).

13/03/2018 - Edivan Araujo


Imagem: Reprodução
Foto: Cidadeverde

Os trabalhadores em educação do Piauí decidiram acabar a greve iniciada há 17 dias após acordo com o governo do estado. A categoria aceitou a proposta de reajuste único de 6,81% a partir de maio ao invés da incorporação da metade desse valor via ticket alimentação.

A assembleia ocorreu no Clube dos Professores. A determinação é que as aulas em todas as escolas  públicas estaduais reiniciem nesta terça-feira (13).

A proposta do governo foi apresentada na manhã desta segunda-feira no Tribunal de Justiça do Piauí, onde a discussão foi mediada com a presença de membros da OAB e Ministério Público Estadual.

O secretário Estadual de Administração, Franzé Silva, ressaltou o avanço na negociação. "Foi acordado um reajuste de 6,81% agora em maio se o Estado sair da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal). O governador cancelou vários investimentos na Secretaria de Educação para puxar o reajuste que seria em setembro para maio", informou Fanzé Silva.

Participaram da reunião o desembargador Joaquim Santana e o procurador geral do Estado, Plínio Clerton. 

O Estado divulgou comunicado que cumpre o Piso Nacional do Magistério, pagando R$ 2.836,93, já que o piso dos professores estipulado pelo Ministério da Educação para 2018, que é de R$ 2.455,35. A argumentação do governo era a impossibilidade de ser feito o reajuste por conta do limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). 

Comentários
Não encontramos nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!
Educacao: Veja também
Facebook
Copyright - © - 2011 - 2018 AgoraED. Todos os direitos reservados.
Endereço: Rua XX, Quadra 16 Casa 39
Bairro Belo Norte - Picos - Piauí
Telefone (89) 9 8101-8323
Email: agoraed@hotmail.com
Recação AgoraED "A informação acima de tudo".
Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal.
Os demais não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.