Quinta-Feira
14 / 12 / 2017

Geral

Tarifa da Eletrobras Piauí já é 13% maior do que a média nacional

Os valores do ranking se referem às tarifas homologadas pela Aneel

06/12/2017 - Edivan Araujo


Imagem Reprodução
Foto: Google

Por Francy Teixeira

O Ranking Nacional das Tarifas Residenciais, atualizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aponta que a Companhia Energética do Piauí (Cepisa) pratica um dos valores mais altos do país, ao todo, o quilowatt-hora da distribuidora no Estado alcança R$ 0,554. O indicador levado em conta pela Agência Nacional toma como base a data em que começou a ser praticado o reajuste de 27,63%, aprovado no último mês de setembro.

Os valores do ranking se referem às tarifas homologadas pela Aneel, sendo assim, não contemplam os tributos e outros elementos que fazem parte da conta de energia, tais como o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), a Taxa de Iluminação Pública, dentre outros, que acabam encarecendo o montante pago em energia elétrica pelos piauienses.

Apesar da tarifa disposta pela Cepisa se colocar como a 12ª mais elevada do Brasil, no Nordeste há companhias que cobram um valor ainda maior, como por exemplo, a Cooperativa de Eletrificação e Desenvolvimento Rural Centro Sul do Sergipe, que aparece em terceiro lugar, atrás apenas de duas distribuidoras que atuam em São Paulo.

Por outro lado, a tarifa de energia elétrica apresenta os valores mais baixos em três companhias de Santa Catarina: Coopera,Cersul e Coopercocal, onde os valores variam de  0,309 R$/KWh e 0,357 R$/KWh.

Diante do indicador relacionado a Companhia Energética do Piauí (atual Eletrobras Piauí), é possível sinalizar que o montante pago pelos piauienses é 13% superior a média nacional, de modo que a tarifa média no Brasil fica em R$ 0,49/KWh.

Privatização pode reduzir os valores da tarifa

Com a perspectiva de que o processo de concessão de seis distribuidoras da Eletrobras, incluindo a Companhia Energética do Piauí, ocorra até o mês de abril de 2018; o indicativo é que a tarifa paga pelos piauienses possa sofrer uma redução com a venda para iniciativa privada, isto porque a empresa que oferecer o maior desconto no reajuste tarifário aprovado para as unidades consumidoras do Piauí, ganhará vantagem no certame.

Dentre as disposições abarcadas pelo processo de privatização da companhia, que está incluído no PPI do Governo Federal está a obrigação de que a vencedora do certame imponha novo aumento de capital social na distribuidora no valor de R$ 720,915 milhões. É o maior valor estipulado entre todas as distribuidoras integrantes do leilão.

Além disso, de acordo o documento do Conselho de Parcerias e Investimentos, a empresa proponente vencedora do certame terá que adquirir aproximadamente 90% das ações detidas pela Eletrobras e será feita à vista. Desse modo, as ações oferecidas pela Eletrobras aos empregados e apresentados da Cepisa será de no mínimo 10% do número de ações.

 

Com informações do Portal Meio Norte

Comentários
Não encontramos nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!
Geral: Veja também
Facebook
Copyright - © - 2011 - 2017 AgoraED. Todos os direitos reservados.
Endereço: Rua XX, Quadra 16 Casa 39
Bairro Belo Norte - Picos - Piauí
Telefone (89) 9 8101-8323
Email: agoraed@hotmail.com
Recação AgoraED "A informação acima de tudo".
Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal.
Os demais não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.