Quinta-Feira
14 / 12 / 2017

Geral

Piauí é o segundo no país em redução da desigualdade, aponta estudo

O levantamento feito por Carlos Góes e Izabela Karpowick reúne dados referentes ao período entre 2004 e 2014, ou seja, não abrangem o período de agravamento da crise político-econômica nos anos seguintes.

04/12/2017 - Edivan Araujo


Imagem: Reprodução Internet
Foto: Google

Em 10 anos, o Piauí foi o segundo estado brasileiro a apresentar maior redução da desigualdade, de acordo com o estudo "Desigualdade no Brasil, uma perspectiva regional", divulgado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). 

O levantamento feito por Carlos Góes e Izabela Karpowick reúne dados referentes ao período entre 2004 e 2014, ou seja, não abrangem o período de agravamento da crise político-econômica nos anos seguintes.

No Piauí, o coeficiente de Gini, usado para medir o grau de concentração de renda, registrou uma queda de 18,1% no intervalo estudado. A variação só é menor que a do Maranhão, onde a queda na desigualdade foi de 18,6%. Depois aparecem Pernambuco (16,9%), Paraná (16,3%) e Goiás (15,6%).

A unidade federativa mais desigual é o Distrito Federal, com coeficiente 0,59 (o índice varia de 0 a 1, e quanto menor for o valor, melhor a distribuição de renda). Em Santa Catarina, o índice foi de 0,41. No Piauí, o valor chegou a 0,49. 

A elevação da escolaridade entre os mais pobres, o programa Bolsa Família e a formalização do mercado de trabalho estão entre os fatores apontados pela pesquisa como importantes nos resultados observador. 

 

Por Fábio Lima (com informações da Folha de São Paulo)

Comentários
Não encontramos nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!
Geral: Veja também
Facebook
Copyright - © - 2011 - 2017 AgoraED. Todos os direitos reservados.
Endereço: Rua XX, Quadra 16 Casa 39
Bairro Belo Norte - Picos - Piauí
Telefone (89) 9 8101-8323
Email: agoraed@hotmail.com
Recação AgoraED "A informação acima de tudo".
Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal.
Os demais não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.